Plano de Intervenção

PLANO DE INTERVENÇÃO 2019-2022

Propósito

Este Plano de Intervenção mantém o propósito e a linha de orientação que temos trilhado, sem deixar de querer ir mais além, sem deixar de querer ser mais criativos, sem deixar de querer ser mais ambiciosos, conhecedores das nossas fraquezas mas também das nossas potencialidades, propomos um conjunto de medidas cuja implementação nos parece possível e desejável, no quadro das necessidades identificadas na instituição.

Estes objetivos e medidas foram definidos em função do nosso conhecimento, mas também da disponibilidade de recursos da instituição, bem como das necessidades concretas conhecidas, em coerência com aquelas que foram, igualmente, as nossas propostas para o Plano de Atividades sufragado pela Assembleia Geral realizada no passado mês Novembro.

As medidas apontadas visam, em nosso entender, garantir a melhoria do funcionamento e da organização da instituição, assim como a criação de condições físicas que assegurem a prestação de serviços de qualidade, de modo a proporcionar o bem-estar e a assegurar a qualidade de vida de todos aqueles que usufruem dos serviços prestados por esta Instituição, ou que nela trabalhem.

Objetivos Estratégicos

  • Avaliar a qualidade dos serviços desenvolvidos assente em processos internos de avaliação contínua para a qualidade, procurando elevar os níveis de eficiência e de eficácia.
  • Fomentar a coesão interna e o espírito de equipa e de solidariedade em toda a instituição, envolvendo os colaboradores na tomada de decisão.
  • Promover a sustentabilidade da organização, quer pela via da diversificação das fontes de financiamento, quer através da racionalização dos custos de funcionamento e otimização da utilização dos recursos disponíveis.
  • Promover a inovação e o desenvolvimento, designadamente através da participação em consórcios e parcerias estratégicas e do desenvolvimento de projetos locais e regionais, nos diferentes domínios da atividade institucional e com o envolvimento da comunidade em geral
  • Aumentar a satisfação dos associados e clientes ao nível da qualidade dos serviços prestados, desenvolvendo ações de controlo interno e auscultação dos clientes e associados.
  • Aumentar a capacidade de resposta da ERPI de modo a dar resposta às necessidades cada vez maiores e mais emergentes da população, mas também para garantir a sua sustentabilidade económica.

Objetivos Operacionais

  • Continuar a melhorar a prestação dos serviços relativos às respostas sociais da Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI), do Centro de Dia (CD), do Serviço de Apoio Domiciliário (SAD).
  • Dar acompanhamento bio-psico-social aos utentes das respostas sociais da ERPI, do CD, do SAD.
  • Alargar a capacidade da resposta social da ERPI.
  • Continuar a melhorar a organização dos serviços.
  • Implementar o sistema de Gestão da Qualidade das Respostas Sociais baseado nas regras definidas pelos normativos do ISS, IP.
  • Manter atualizados os Regulamentos Internos das respostas sociais.
  • Implementar as medidas de autoproteção previstas na legislação em vigor.
  • Continuar a implementar o sistema de HACCP.
  • Implementar o Sistema de Avaliação de Desempenho assim como o Regulamento Interno que o rege.
  • Promover e fomentar a formação interna e/ou em contexto de trabalho nas diversas áreas.
  • Realizar candidaturas para estágios profissionais e medidas de emprego-inserção do IEFP, IP.
  • Modernizar os serviços administrativos ao nível procedimental.
  • Adquirir o software necessário para a implementação dos processos-chave referentes à gestão diária e da qualidade das respostas socias
  • Garantir o bom estado de conservação e manutenção do património.
  • Aquisição de mobiliário geriátrico e equipamento adequado às necessidades dos utentes.
  • Melhorar e/ou adequar as estruturas de forma a colmatar as necessidades concretas existentes.
  • Avaliar regularmente as propostas comerciais, com o intuito de racionalizar custos.
  • Estudar alternativas energéticas que possam reduzir custos.
  • Manter a campanha para a consignação do IRS junto dos associados e amigos.
  • Ativar a campanha de angariação de fundos (donativos/mecenato) para colmatar necessidades aferidas pela Direção e pelos colaboradores da instituição.
  • Continuar a nossa participação como parceiros da Rede Social do concelho de Gouveia.
  • Dinamizar o núcleo de voluntariado capaz de prestar ajuda aos utentes, sem ou com familiares mais ausentes, bem como os associados em situação de maior isolamento.
  • Participar e promover eventos na freguesia.
  • Participar em eventos promovidos por parceiros sociais ou por outras entidades.
  • Divulgar os serviços prestados e as atividades desenvolvidas pela instituição.

Em conclusão

É com o intuito de programar estrategicamente a intervenção a desenvolver durante o próximo mandato que se apresenta este Plano de Intervenção. Decerto que outras perspetivas existem e a nossa visão não deve ser redutora, ficando disponíveis para a discussão alternativa e para outros projetos mobilizadores.

Sustentamos a nossa missão ao serviço desta instituição e da comunidade aldeense nos valores humanistas de apoiar toda e qualquer pessoa, através de um serviço de qualidade, tomando como base os valores da solidariedade, da justiça social, da dedicação ao próximo, da ética e do profissionalismo.

Temos um objetivo primordial que é o de tornar a Liga numa instituição de referência, inovadora, sustentável e aberta à comunidade, em articulação com a rede social municipal, investindo na qualidade dos serviços prestados e no alargamento das suas respostas sociais, de modo a satisfazer as necessidades e expectativas dos clientes, seus familiares, colaboradores e comunidade em geral através da melhoria contínua dos níveis de competência.

Mas queremos também que os sócios e a comunidade em geral se envolvam nas decisões e nos desafios que temos pela frente.

Tal como anteriormente, a nossa intenção passa por diagnosticar, planear, agir, acompanhar e avaliar, procurando no dia a dia corrigir, ou manter o rumo.

Aldeias, 7 de Dezembro de 2018